APROESP Associação de Professores e Servidores Públicos do Magistério Oficial do Estado de São Paulo

Notícias

Bonificação por resultados (bônus da educação)

 

Quais faltas não são descontáveis?

Para receber é preciso ter trabalhado pelo menos 244 dias no ano passado e a escola ter atingido a sua meta individual do SARESP.

Em caso de faltas, há desconto proporcional do valor.

Só são permitidas ausências devido a licenças maternidade e paternidade, adoção e férias.

Como o Idesp é usado para calcular o bônus?

O Idesp é o fator principal que compõe o bônus.

Além do índice, a frequência do servidor também integra o cálculo.

No que se refere ao Idesp, a meta estipulada para a escola serve como base para o cálculo da bonificação.

O valor que o servidor irá receber é equivalente ao cumprimento da meta de sua unidade.

Dessa forma, considerando o índice de partida – aquele alcançado no ano anterior – a unidade que alcançar 100% da meta receberá 100% do bônus, aquela que alcançar o equivalente a 50% da meta, terá 50% do bônus, e assim por diante.

O mesmo parâmetro vale para as escolas que superarem suas metas, até o limite de 120%.

Lembrete sobre o Bônus da Educação:

Para efeito de bônus a cada 8 FMP desconta 1 dia e também para efeito de Auxílio Alimentação ou Auxílio Transporte.

Salário não desconta. A cada dez faltas o valor do Bônus é reduzido em 10% do valor a receber, as faltas só não são descontadas em caso de licença-maternidade, licença paternidade e adoção.

Publicado em Notícias

Comente! (0) ↓
WhatsApp