APROESP Associação de Professores e Servidores Públicos do Magistério Oficial do Estado de São Paulo

Notícias

Servidor vai usar Cheque-moradia: Valor dos subsídios do Casa Paulista

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Habitação, está lançando o Cheque-Moradia, um certificado de subsídio a fundo perdido de até R$ 40 mil, para os servidores públicos estaduais e beneficiários do Auxílio-moradia da CDHU – Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano.

O valor dos cheques varia de R$ 5 mil a R$ 40 mil, de acordo com a renda mensal das famílias e a região do Estado em que está localizado o imóvel. O subsídio é voltado para funcionários públicos estaduais, ativos e inativos, dos poderes Executivo, Legislativo ou Judiciário, com renda familiar bruta de até R$ 5.280, e para beneficiários do Auxílio-moradia – que recebem até R$ 400 por mês.. O interessado não pode ser proprietário de imóvel residencial ou ter recebido atendimento habitacional anterior.

 

Fundo Paulista de Habitação de Interesse Social – FPHIS

O Fundo Paulista de Habitação de Interesse Social – FPHIS, criado pela Lei nº 12.801 de 15 de janeiro de 2008, é vinculado à Secretaria de Habitação e objetiva implementar políticas habitacionais no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida – PMCMV.

O valor máximo das moradias também será de acordo com a região estadual e varia de R$ 90 mil em cidades com menos de 20 mil habitantes a até R$ 200 mil na Capital

Capitais regionais em SP, definidas pelo IBGE: Araçatuba, Araraquara, Bauru, Marília, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba, Campinas e Santos

O Cheque-moradia terá validade de 90 dias, prazo estimado para viabilizar as contratações iniciadas durante o evento e assinatura de contrato de financiamento habitacional com a Caixa Econômica Federal. Após o comprador contratar o imóvel com o incorporador, não será possível alterar o imóvel em que o interessado usará o subsídio.

Publicado em Notícias

Comente! (0) ↓